São Paulo - KGB / 18 - 19 Setembro
Workshop de Play-Fight
com Bruno Caverna
Sob a metodologia Solovev de Systema
A PRÁTICA PLAY-FIGHT
Na arena do Play-Fight, a interação física entre os praticantes exibe um teor híbrido entre cooperação e confronto com o propósito de amigavelmente e mutuamente expor os bloqueios corporais, nossos pontos cegos ofuscados, nossas sombras suprimidas, o nosso melhor e o nosso pior. Nesse processo de integração das dicotomias inevitáveis, as resistências inconscientes vêm à tona. Tomar conhecimento delas é um ato de pura valentia, que tem um potencial profundamente transformador ao enfrentar a exposição do indesejável. Reconhecemos nossas vulnerabilidades e fazemos delas um aliado de poder avassalador.

Na dinâmica do "jogo-luta" desenvolvemos a habilidade e sensibilidade de navegar no território interno um do outro, fazendo uma leitura das resistências escondidas e tensões corporais excessivas que tendem a se acumular e cristalizar ao longo da vida. A prática oferece uma oportunidade aos participantes de vivenciarem simulações confrontantes moduladas para que, cada um, dentro de seus limites, venha a se conhecer perante a uma urgência inescapável ao lidar com o imediatismo em situações adversas. Sair da zona de conforto tem o potencial de invocar um processo evolutivo saudável às trepidações que ameaçam o bom funcionamento do ser.

Desde que Bruno Caverna começou a treinar Systema com Alexander Solovev em 2016, a prática do Play-Fight tem sido fortemente influenciada pelos princípios de sua metodologia e à toda a transmissão de conhecimento e ferramentas recebidos diretamente na relação próxima entre os dois.
PROGRAMA
Horario
Sábado e Domingo
10:30- 13:00
15:00 - 18:00

Dias:
18 e 19 de Setembro
Sábado e Domingo

PREÇO
220 reais - solidário
270 reais - justo
320 reais - abundante
PARticipação
O workshop é aberto a todos que tenham experiência em artes marciais ou interesse em abordar um prática corporal que aborda uma dinâmica de confronto cooperativo
Localização
KGB - Kettlebell Brasil
Rua Kabul 320
Vila Leopoldina
São Paulo - SP
05301-040

INSCRIÇÃO
Para se inscrever envie uma mensagem para o Whatsapp
+79052332698 ou para o email formlessartsevents@gmail.com
Instrutor
Bruno Caverna


Bruno Caverna é fundador do Formless Arts, uma plataforma multidisciplinar de cunho educativo e cultural, e é criador das práticas Play-Fight e Liquid-Body que abordam a relação corpo-mente sob uma perspectiva inovadora.

Desde 1987 Caverna vem integrando em sua trajetória de vida, pessoal e profissional, conhecimento de várias disciplinas começando com a Capoeira, passando pela Acrobacia, Dança Contemporânea, Contato-improvisação, Chi-Kung, Artes Marciais Russas e Apneia. Em 2012 Bruno cria práticas do Play-Fight e Liquid-Body e em 2016 muda o foco de sua perspectiva profissional ao fundar o Formless Arts. Desde então Bruno vem organizando seus próprios eventos, ministrando cursos de formação sob a filosofia do Formless Arts que atualmente conta com uma equipe de 10 pessoas baseadas em 6 países. Bruno treina assiduamente Systema, uma arte marcial russa, com seu mestre Alexander Solovev. O encontro com Mr. Solovev tem sido revolucionário no aprofundamento das artes internas e sutis. Bruno também é terapeuta de Watsu e praticante de apneia (mergulho livre). Ultimamente Bruno vem se dedicando ao universo respiratório se tornando instrutor dos métodos de respiração Buteyko e do Oxygen Advantage, o passo decisivo para o mais novo capítulo: Pulmonautas.
Bruno Caverna
Bruno Caverna é fundador do Formless Arts, uma plataforma multidisciplinar de cunho educativo e cultural, e é criador das práticas Play-Fight e Liquid-Body que abordam a relação corpo-mente sob uma perspectiva inovadora.

Desde 1987 Caverna vem integrando em sua trajetória de vida, pessoal e profissional, conhecimento de várias disciplinas começando com a Capoeira, passando pela Acrobacia, Dança Contemporânea, Contato-improvisação, Chi-Kung, Artes Marciais Russas e Apneia. Ainda jovem Bruno começou a lecionar capoeira em 1995 como em parceria com Luiz Lopez um projeto social no hospital psiquiátrico Philippe Pinel no Rio de Janeiro. O projeto altamente desafiador induziu Bruno e Luiz a um processo de desconstrução dos métodos pedagógicos de capoeira mais convencionais na época, na urgência de integrar e comunicar, através de alguma linguagem corporal, com um público mentalmente comprometido. Dessa urgência de extrapolar a normalidade nasce o seu caráter autodidático e a realização que sua trajetória de vida seria incomum.

Após tentativas fracassadas de seguir uma caminho acadêmica, Bruno abandonou 3 cursos universitários para se dedicar ao seu propósito mais elevado. Em 2000 Caverna decide seguir um chamado interior e larga todos seus compromissos para explorar o mundo num estilo nomádico. No desdobrar de cada nova experiência e oportunidade só depois de 20 anos, devido à crise da pandemia, que Bruno regressa à sua terra natal com sua parceira Marina Sekacheva com quem vem colaborando desde 2015.

Nesses últimos 20 anos de vida de um constante devir , Bruno estabeleceu sua base em partes do mundo: Amsterdã, Oslo, Berlim, Atenas, Zurich, Bruxelas, Moscou e São Petersburgo. Bruno foi convidado para dar oficinas em escolas, festivais e reconhecidas companhias de dança em mais de 35 países se comunicando em 6 línguas. Como professor Bruno deu aulas para o Impulstanz Festival, Ultima Vez-Wim Vandekeybus, Deltebre Festival, Kalamata International Dance Festival; Codarts Rotterdam, Escola de Circo de Chalons en Champagne na França, só para mencionar alguns. Também participou de projetos sociais como na penitenciária de Oslo, em campo de Refugiados da Noruega, em clínica psiquiátrica para jovens e com pessoas com deficiências físicas na Bélgica; e numa escola de imigrantes em Haia. Como coreógrafo foi convidado para fazer uma pesquisa coreográfica para o Ballet Nacional da Noruega; coreografou para o MDTist - Opera de Istambul e para o conservatório de dança de Oslo, e foi coreógrafo convidado da companhia de dança contemporânea para público infantil De Stilte. Bruno foi também residente artístico na Universidade de Stavanger na Noruega em 2012.

Ainda em 2012 Bruno cria práticas do Play-Fight e Liquid-Body e em 2016 muda o foco de sua perspectiva profissional ao fundar o Formless Arts. Desde então Bruno vem organizando seus próprios eventos, ministrando cursos de formação sob a filosofia do Formless Arts que atualmente conta com uma equipe de 10 pessoas baseadas em 6 países. Bruno treina assiduamente Systema, uma arte marcial russa, com seu mestre Alexander Solovev. O encontro com Mr. Solovev tem sido revolucionário no aprofundamento das artes internas e sutis. Bruno também é terapeuta de Watsu e praticante de apneia (mergulho livre). Ultimamente Bruno vem se dedicando ao universo respiratório se tornando instrutor dos métodos de respiração Buteyko e do Oxygen Advantage, o passo decisivo para o mais novo capítulo: Pulmonautas.
Ajude a divulgar a oficina
Questões, dúvidas sobre a oficina ?
Escreva sua dúvida ou questão e em breve retornaremos à sua mensagem
formlessartsonline@gmail.com
NOSSA MEDIA SOCIAL